Lidio Carraro

Início do conteúdo

Degustação

  • Visual:

    Coloração vermelho rubi brilhante.

  • Olfativo:

    Notas vibrantes e nítidas de frutas vermelhas silvestres e negras como framboesa, cereja, morango, romã, jabuticaba, notas florais de violeta, de ervas finas e folhas secas, evoluindo para especiarias como alcaçuz, pimenta rosa, couro, chocolate, com um toque de menta e tartufo. Em toda evolução percebe-se a mineralidade, com aromas de pedra e terra fresca,... vivo!

  • Degustativo:

    Belo ataque em boca, com grande caráter e intensidade. Encorpado, com excelente volume, taninos firmes e ao mesmo tempo muito finos, cheio de elegância e complexidade. Retrogosto maduro, longo e saboroso, com ótimo frescor, remetendo à profusão de notas frutadas, de especiarias e terrosas. Um vinho único, em toda sua essência!

  • Harmonização:

    * Harmonização para consumo entre 2020 e 2023:
    - Nessa fase predomina o perfil mais jovem, possibilitando uma harmonização com diversos pratos, já que este vinho possui uma grande vocação gastronômica. Seguem algumas sugestões: Javali grelhado com um toque de geléia de pimenta, acompanhado de linguine com shitake fresco;
    Medalhões de filé com molho de redução de vinho e pimenta rosa, acompanhado de batatas rústicas;
    Risoto de funghi com lascas de queijo grana padano;
    Bisteca fiorentina (T-bonne), acompanhado de legumes grelhados puxados na manteiga.

    * Harmonização para consumo a partir de 2024:
    - Para quem optar por fazer a guarda por período entre 6 e 10 anos, que é um tempo suficiente para poder gerar maior evolução, o vinho irá apresentar maior complexidade, além das características atuais. Intensificará a presença de aromas terciários como tabaco, couro, notas trufadas e de frutas secas, além de uma textura ainda mais sedosa no paladar.
    Nessa fase, além das harmonizações sugeridas acima, destacam-se pratos como:
    Ragu de pato acompanhado de angu (polenta) com manteiga trufada;
    Paleta de Cordeiro, com sal e alecrim, assada em forno com cozimento lento, umedecida com vinho branco e finalizada com geleia de mirtilo, acompanhado de palmito pupunha e batatas ao murro;
    Wagyu shoulder raquete, com farofa de pistache, purê de batata baroa e salada de folhas verdes.

  • Terroir:

    Encruzilhada do Sul Serra do Sudeste, RS

  • Variedade:

    60% Merlot, 20% Pinot Noir e 20% Nebbiolo

  • Vindima:

    2018

  • Álcool:

    14,5%

  • Vinificação:

    As uvas foram desengaçadas e conduzidas diretamente às ânforas. Em 100% do processo, foram utilizadas leveduras naturais ou “indígenas” para potencializar a originalidade e o conceito Purista do vinho. Cada variedade fermentou separadamente por um período de 12 à 25 dias e permaneceu mais 20 dias para finalização da fermentação malolática. Na sequência, o vinho foi conduzido em tanques menores de aço inox para o processo natural de decantação à frio e retornou às ânforas. Após seis meses de evolução, os vinhos foram cortados na proporção ideal e unidos num único vinho, buscando valorizar as características mais relevantes de cada casta e retornou às ânforas por mais dois estágios de 45 dias cada, alternando com períodos de resfriamento em um pequeno tanque para proporcionar limpidez e estabilização natural. Por fim, o vinho foi engarrafado e mantido nas caves para amadurecer na garrafa. Como nos demais vinhos da Lidio Carraro, o vinho não foi filtrado, assim como nenhuma intervenção de correção enológica foi realizada, para conservar íntegras suas características naturais.

Premiações/Vinho Oficial

• Vinho Inovação, Latin American Wine Guide

Final do conteúdo